Programa Castrapet inicia castração gratuita de cães e gatos em Umuarama

0
12

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O prefeito Celso Pozzobom e o deputado estadual e secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, visitaram – na tarde desta quarta-feira (30) – o Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos do Paraná (Castrapet), que iniciou atendimento em Umuarama, onde permanece até o próximo dia 8. A estrutura está montada na quadra coberta da Escola Municipal Souza Naves, na Rua Cananeia (Zona VI).

O período para fazer o cadastro na Prefeitura já se encerrou. Agora estão sendo realizadas as cirurgias de castração para cães e gatos que foram selecionados e agendados, e que fizeram o cadastro. A procura fora do prazo tem tumultuado o atendimento na diretoria, porém, já não há mais vagas para procedimentos nesta etapa do Castrapet.

Os procedimentos de castração foram iniciadas na manhã desta quarta. Estão previstos até 457 esterilizações de cães e gatos de ambos os sexos – até 85 cirurgias diárias, das 8h às 15h. A coordenadora técnica do Castrapet, veterinária Girlene Jacob, e uma equipe de seis veterinários e auxiliares, informou que este é o segundo ciclo do programa e a primeira vez que o serviço é realizado em Umuarama.

“No primeiro ciclo visitamos 45 municípios e realizamos mais de 15 mil castrações. Nesta nova etapa foram agendados cerca de 80 municípios, começando por Umuarama, por indicação do secretário Márcio Nunes, onde temos o grande apoio da equipe da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura”, disse Girlene. “Apesar dos atrasos, provocados pela pandemia, nossa meta é atender 60% dos municípios paranaenses (cerca de 240 cidades) até o final de 2022”, completou.

Considerando o custo de uma castração – entre R$ 500 e R$ 800, em média – o Castrapet está investindo cerca de R$ 300 mil em Umuarama, dos R$ 3 milhões que foram alocados para o segundo ciclo do programa. “É muito importante o apoio do prefeito Celso, de sua equipe e das ONGs parceiras como a Saau – que recolheu 100 animais de rua, está realizando os cuidados pré-operatórios e após a cirurgia vai devolvê-lo aos bairros onde eles vivem”, destacou Márcio Nunes.

O prefeito Celso Pozzobom lembrou que, com apoio financeiro do município, a Saau (Sociedade de Amparo aos Animais de Umuarama) realiza cerca de 600 castrações anuais (50 por mês), auxiliando no controle populacional dos animais de rua e também da população em situação de vulnerabilidade social. “Já estamos solicitando ao deputado uma segunda etapa do Castrapet em Umuarama, porque a demanda é muito grande. A castração permite uma vida mais tranquila para os pets e facilita o cuidado pelos donos”, emendou.

A partir de agosto, o programa terá três unidades móveis operando simultaneamente. Os animais, cujos tutores fizeram cadastro nas últimas semanas, na Prefeitura, devem estar preparados de acordo com as orientações – especialmente o jejum, da forma como recomendado. “Além da castração, os cães e gatos recebem um microchip que facilita a identificação do tutor, caso seja feito o cadastro no ‘Pet Amigo’, um registro estadual online de animais de companhia. E leva a medicação para o pós-operatório também gratuitamente”, lembrou o diretor de Meio Ambiente da Prefeitura, Matheus Michelan Batista.

Girlene informou que o Castrapet é o único programa realizado por um governo estadual, em parceria com os municípios, em todo o país. “É um programa de saúde ampla, pois trata dos animais e da relação deles com os tutores, zoonoses, controle populacional e até facilita a adoção de animais de rua, pois os castrados costumam ter maior aceitação”, acrescentou.



Fonte