Prótese de mama com recuperação em 24h ganha notoriedade no mercado de cirurgias plásticas

0
21

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Uma técnica capaz de proporcionar rápida recuperação, possibilitando que, no mesmo dia a paciente possa segurar até 15kg e sair para jantar, além de trabalhar e dirigir horas após a inclusão do implante, vem ganhando notoriedade no mercado. 

Desenvolvida nos EUA pelo médico John B. Tebbets em 2002, essa técnica passou por aperfeiçoamentos e pequenas mudanças, ganhando cada vez mais espaço nas preferências relacionadas a cirurgia de inclusão de prótese mamária. A técnica elimina a necessidade de 15 a 20 dias de repouso (fator que impede muitas pessoas de realizarem), proporcionando alta hospitalar de duas a três horas após o procedimento. 

Um dos pontos relevantes que tornam o método eficaz e seguro está relacionado com a educação do paciente que, segundo o cirurgião plástico Dr. Guilherme Bersou, é essencial para que o procedimento seja realizado. 


 

Dr. Guilherme Bersou. (Foto: Reprodução/Assessoria)


 

“Temos que educar os pacientes sobre o que elas devem fazer no pós-operatório, além de mostrar qual o implante ideal para o caso. Hoje, já não é mais o tamanho que a paciente quer e sim o que ela pode, baseando a escolha a partir dos tecidos de cada paciente”, alertou. 

O cirurgião plástico ainda destaca que a técnica de recuperação rápida ainda possui alguns pontos específicos, como a anestesia (onde é necessário seguir um protocolo para que o paciente consiga despertar mais rápido após o término da cirurgia, evitando ao máximo a “ressaca pós operatória”), a dissecção atraumática dos tecidos, ou seja,  a realização da cirurgia com bastante cuidado, evitando ao máximo o sangramento (hemostasia prospectiva), além de uma equipe de suporte no pós-operatório, otimizando os movimentos dos braços da paciente logo após a cirurgia. A movimentação precoce dos braços reduz a dor no pós-operatório.  

 

Saúde dos pés

Estilo de vida

Sequelas da covid

 

Algumas ações de segurança também se fazem pertinente, como a utilização de um funil para introdução da prótese, onde o médico não encosta na prótese na hora de sua introdução. Esses e outros cuidados são essenciais para a paciente apresentar uma recuperação rápida com menos complicações no futuro.  

São seguidos à risca outros 14 pontos de segurança. A ideia desse procedimento é realizar uma cirurgia segura, com próteses menores e devolver a paciente rapidamente às suas atividades cotidianas. 

 

 

 

Foto destaque: Dr. Guilherme Bersou especialista em aplicação de próteses. Reprodução/Assessoria.



Fonte