Prótese de Silicone interfere na sensibilidade das mamas?

0
19

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Você, sabe nos dizer se uma prótese de silicone pode mesmo agir diretamente na sensibilidade das mamas? Sabe, da mesma forma, nos dizer o que realmente acontece com o corpo após a realização deste tipo de procedimento estético?

Com o passar dos anos, podemos notar claramente um aumento significativo nas intervenções estéticas, dentre elas ao implante de silicone. Isso se deu por conta diversos motivos, mas principalmente pela busca dos traços corporais que mais favoreçam a beleza das pacientes.

Contudo, se ainda não se questionou ou ainda não sabe as respostas para o que dissemos anteriormente, não há problemas. Com este post, vamos esclarecer de maneira direta esta e outras dúvidas a respeito deste tema, bem como listar algumas medidas necessárias de atenção nesta realidade.

Prótese de silicone: reação do corpo à cirurgia

Assim como acontece em outras situações que envolvem nosso corpo, podemos dizer que cada organismo reage de maneira diferente a um determinado tipo de cirurgia plástica.

No caso da mamoplastia, um dos “medos” mais comuns enfrentados por mulheres de diversas realidades se dá justamente na forma como o seu corpo irá reagir a este tipo de procedimento. A partir disso, surge especialmente uma dúvida iminente a respeito da sensibilidade de suas mamas.

Diante de tudo o que conhecemos principalmente por meio do suporte técnico, profissional e científico, têm-se o entendimento de que são extremamente raros os casos onde a perda das sensações na mama possui um caráter de natureza permanente.

Após a cirurgia de mamoplastia, o que realmente pode ocorrer é uma leve alteração na sensibilidade das mamas que, na grande maioria dos casos, retorna ao normal em um prazo que gira em torno de algumas semanas, ou às vezes, após alguns meses decorridos desta cirurgia.

Implante de silicone x sensibilidade nas mamas

A alteração da sensibilidade mais comum que se estabelece após a cirurgia de implante de prótese de silicone é uma dormência de natureza temporária, causada pelo edema (inchaço) e por demais traumas que podem ser considerados secundários à própria cirurgia em si.

Com o passar do tempo, os tecidos vão voltando ao normal e a sensibilidade da mama costuma retornar como era antes. Contudo, é de extrema importância falar também que, apesar de incomum, pode acontecer de ocorrer o efeito contrário. Nesta situação, os mamilos ficam ainda mais sensíveis após a cirurgia.

Mamoplastia: principais vantagens do procedimento

A decisão por se submeter a um procedimento estético como a mamoplastia, por si só e desde que realizada com as devidas medidas de segurança, traz consigo uma série de benefícios para as pacientes. Dentre estas vantagens, por sua importância e representatividade para todo este processo de implantação podemos destacar:

Aumento da autoestima

Muitas são as mulheres que detêm uma autoestima reduzida por conta do fato de não possuírem o tamanho que considerariam como “ideal” de suas mamas. Por isso mesmo, buscam este tipo de procedimento estético, na esperança de poderem fazer com que esta parte de seu corpo possa ser verdadeiramente potencializada, e com isso, tenham sua autoestima consideravelmente elevada.

Resultados expressivos

Os resultados finais obtidos com a cirurgia de implantação de prótese de silicone são, reconhecidamente, expressivos. Isso porque são capazes de evidenciar uma nova realidade corporal para as pacientes que a ela se submetem.

Rapidez do procedimento

Por se tratar de um procedimento considerado, na grande maioria dos casos como não tendo uma considerável complexidade, a realização da cirurgia de mamoplastia é feita em um tempo consideravelmente menor se comparada à outros métodos de cirurgias plásticas que são comumente praticados pelos especialistas desta área.

Melhora nos contornos corporais

A implantação de uma prótese de silicone, por si só, faz com que os traços do corpo das pacientes sejam melhor trabalhados e desenvolvidos. Isso acontece porque, devido ao fato de se alterar as suas definições naturais, abre-se um espaço direcionado para a possibilidade de novos contornos melhor definidos e que possam ser, de fato, compatíveis com o real desejo de mudança das mulheres que se submetem a este tipo de cirurgia estética.

Mamoplastia: principais cuidados a serem tomados

Contudo, assim como ocorre em muitas outras áreas de nossa vida, a realização de um procedimento estético como a mamoplastia não está isenta de seus devidos cuidados.

Neste sentido, podemos ter como referência a existência de precauções tanto no período de pré quanto no período de pós- operatório. Por assim dizer, então, consideremos os seguintes cuidados nestas duas fases:

Pré-operatório

Aqui, se encontram algumas das recomendações que precisam ser levadas em consideração na fase anterior ao procedimento, com o intuito de garantir a assertividade em toda a sua condução. Dentre os principais cuidados nesta parte podemos elencar os seguintes:

  • Realização de exames: esta prática tem como objetivo fazer uma análise completa da real condição de saúde das pacientes, no sentido de buscar fazer com que sejam minimizados quaisquer tipos de riscos durante a realização deste tipo de cirurgia plástica. Dentre eles podem ser lembrados tanto o hemograma, quanto o eletrocardiograma e o ultrassom mamário;
  • Jejum: é recomendável que se faça um jejum entre oito ou nove horas antes do início do procedimento para que, dentre outras coisas, não se tenha espaço para problemas como, por exemplo, indisposições que possam vir a atrapalhar a condução dos processos;
  • Antecedência na chegada: estar tranquila para a realização desta cirurgia contribui decisivamente para o sucesso do procedimento. Com isso, realize uma programação voltada à chegada com antecedência no local para a realização de todos os “rituais” que envolvem a fase preliminar da mamoplastia;
  • Interrupção na ingestão de álcool ou cigarros: estar com o corpo totalmente “limpo” deste tipo de substâncias auxilia diretamente na facilidade da condução dos métodos a serem aplicados neste tipo de cirurgia plástica;
  • Evitar o uso de alguns produtos: antes do procedimento estético, é recomendável que não se utilize produtos tais como cremes, cosméticos ou mesmo jóias e demais bijuterias, tendo em vista a proteção da pele contra possíveis reações causadas por eles.

Pós-operatório

Por sua vez, nesta fase se encontram alguns dos cuidados que precisam ser devidamente respeitados, tendo por base a meta de se ter uma pronta recuperação da mamoplastia no menor espaço de tempo possível. Para tanto, observemos as seguintes ponderações:

  • Repouso: é extremamente indicado que se faça um período de descanso que, por sua vez, gire em torno de ao menos trinta dias. Tudo isso para que fatores como, por exemplo, a cicatrização, possam ser bem mais trabalhados e desenvolvidos;
  • Evitar pegar peso: busque não se esforçar durante um certo período, para que, entre outras coisas, possam ser preservadas tanto sua integridade física quanto o processo de recuperação em si;
  • Submissão à drenagens linfáticas: sendo realizadas com a supervisão médica necessária, este tipo de procedimento auxilia em questões como a melhor resposta à recuperação do procedimento;
  • Uso de soutien cirúrgico: este tipo de item é capaz de fazer com que a área “afetada” pelo procedimento possa ser devidamente imobilizada, resguardando-a, assim, de possíveis riscos ou mesmo acidentes;
  • Alimentação balanceada: ter o cuidado na alimentação também mostra-se uma atitude por demais preventiva, no sentido de que é capaz de tornar possível a ingestão de nutrientes que podem vir a contribuir positivamente para a aceleração do processo de cicatrização;
  • Controle de medicação: tomar os remédios repassados pelo profissional na dosagem e horários corretos pode impactar, decisivamente, no processo de recuperação deste tipo de cirurgia.

Prótese de silicone: proteção da região operada

Assim como dito principalmente no tópico anterior, logo após a realização da cirurgia de mamoplastia, é preciso ter cuidados especiais voltados à garantia da proteção da região que a ela se submeteu. Para isso, consideremos os seguintes pontos:

  • Higiene dos curativos;
  • Evitar exposição excessiva ao calor;
  • Monitoramento da cicatrização do local;
  • Respeito ao tempo de retirada de pontos.

Prótese de silicone: indicações x contra indicações

Como bem sabemos, muitos são os motivos que podem levar uma mulher a tomar a decisão de se submeter a uma cirurgia de implante de prótese de silicone. Entretanto, como forma de assegurar a normalidade dos processos envolvidos nesta cirurgia, tal intervenção é recomendada para as mulheres que, por ventura, desejarem alcançar os seguintes objetivos:

  • Aumento no tamanho e volume das mamas;
  • Assimetria na comparação entre as mamas;
  • Desenvolvimento da firmeza e sustentação das mamas.

Contudo, precisamos considerar o fato de que também existe a realidade oposta a esta, ou seja, as pessoas às quais este tipo de procedimento é, preferencialmente, contra indicado. A partir disso, podemos considerar as seguintes ocasiões:

  • Mulheres grávidas, ou que venham a estar dentro do período considerado como sendo de pós-parto;
  • Posse de doenças de diferentes naturezas e complexidades, como por exemplo: hematológicas, autoimunes ou cardiovasculares;
  • Idade inferior a dezesseis anos.

Tipos de prótese de silicone

Devido aos constantes avanços dentro da área da estética, foi sendo possível desenvolver novas frentes de atuação das próteses de silicone. Atualmente, existem cinco modelos mais utilizados na mamoplastia, havendo uma certa alternância quanto ao seu formato, sendo estes:

  • Cônico: possui a versatilidade de conseguir uma boa projeção no tamanho das mamas sem que, no entanto, seja necessário colocar grandes volumes;
  • Redondo: tem como característica marcante o fato de ser capaz de preencher, de maneira expressiva, a parte superior das mamas;
  • Anatômica: apresenta uma certa limitação no sentido da projeção de seu tamanho, uma vez que marca o aumento da dimensão da mama apenas em sua parte inferior;
  • Perfil moderado:  funciona como uma espécie de modelo “intermediário”, pois não é capaz de realizar uma projeção de destaque em relação ao seu tamanho e, ao mesmo tempo, também não consegue marcar de maneira expressiva o colo;
  • Perfil baixo: sendo pouco utilizado na cirurgia de mamoplastia, este modelo configura-se como uma forma mais achatada. Sendo assim, é indicado para as mulheres que não tem uma grande expectativa com melhoras estéticas que venham a possuir um grande impacto.

Riscos associados à mamoplastia

Assim como todo e qualquer procedimento cirúrgico, quando se quer realizar uma mamoplastia, precisa-se estar ciente de que, por menores que possam parecer, existe a possibilidade de se correr alguns riscos com este tipo de intervenção estética. Dentre estes, podemos citar:

  • Alterações na sensibilidade da mama;
  • Acúmulo de líquidos;
  • Infecções e demais problemas com a cicatrização;
  • Sangramentos e complicações com a aplicação da anestesia escolhida.

Mamoplastia: importância da escolha de um bom profissional

Assim como ocorre em diversas frentes nas quais atuamos em nosso cotidiano, quando nos referimos principalmente à nossa saúde, devemos nos atentar para a realidade de estarmos sempre cercados das pessoas que sejam capacitadas para o cuidado que necessitamos em cada momento.

Sendo assim, quando nos referimos à realização de uma intervenção cirúrgica como uma mamoplastia, esta realidade não se faz diferente. A partir disso, precisamos contar com o suporte dos profissionais que sejam devidamente capacitados para esta atividade profissional, uma vez que buscamos claramente estar longe de possíveis riscos como falhas e equívocos que, porventura, possam ser cometidos.

Com o Dr. Marco Cassol, você pode ter a segurança de estar sendo supervisionada por um especialista devidamente capacitado para a realização de sua ação profissional.

Mamoplastia: principais resultados obtidos

Não podemos negar que, principalmente no período que imediatamente sucede a realização da mamoplastia, irão ocorrer momentos em que poderá se passar por situações de inchaço ou mesmo dores nas mamas.

Contudo, como uma forma de alento, há de se lavar em consideração, também, o fator da ação do tempo sobre a área “transformada” com esta cirurgia. Isso porque é por meio dele que os resultados irão aparecer, uma vez que as mamas começam a apresentar um tamanho estável a medida que se passam os dias.

Considerações finais

Diante de tudo o que foi dito ao longo de todo este material, podemos ter a noção de que são raros os casos onde a sensibilidade das mamas, após procedimentos estéticos como a mamoplastia, é afetada de maneira definitiva e irreversível.

Como mencionamos neste post, o que acaba por acontecer é uma ação direta nas mamas por um curto espaço de tempo, retornando ao estado “normal” após finalizado este prazo, que pode variar de alguns dias para alguns meses, de acordo com fatores como a anatomia presente em cada mulher.

Com este fato verificado, tanto pela ocorrência quanto pelo relato das pacientes que passam por cirurgias desta mesma complexidade, percebemos também que existe uma certa alternância no que se diz respeito à forma como cada corpo reage a este tipo de experiência.

Por fim, após levantarmos tanto os benefícios quanto os pontos que demandam certa atenção por parte das pacientes para a realização deste tipo de implante de mama, fica registrado a intenção sincera de que você possa ter compreendido que, a decisão por aceitar se submeter a este procedimento precisa levar em conta diferentes fatores, para que sua integridade física possa ser garantida.

Leia Também: Silicone por cima ou Por baixo?



Fonte