Psicóloga explica como driblar a ansiedade e fazer uma boa prova | DE BOA NO ENEM

    0
    22

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O ano de 2021 não foi nada tranquilo, principalmente para quem se preparou para o Enem, aulas remotas, chuva de conteúdos, diversos acontecimentos sobre atualidades e etc. Fato, que torna a prova em um verdadeiro teste de resistência, nesse contexto, além de estar antenado nas informações e ter o domínio sobre as disciplinas cobradas no edital, é importante que cada candidato tenha equilíbrio emocional.

    Psicóloga dá dicas para controlar a ansiedade — Foto: Arquivo pessoal

    O controle emocional é essencial durante a realização das provas, pois contribui para que a pessoa gerencie suas emoções. Isto é, ela possui habilidade em lidar com as próprias emoções em momentos de tensão, evitando o nervosismo e a ansiedade durante a prova, que geram aqueles famosos “brancos” e sensações físicas como: taquicardia, suor excessivo, vontade constante de ir ao banheiro ou beber água, tremores, dentre outros. Sem o autocontrole esses fatores podem atrapalhar o desempenho do candidato no exame. Então dominar as emoções é fundamental para quem deseja obter um bom resultado.

    A psicóloga Shyrlleen Christieny Assunção trouxe algumas dicas para o “De Boa no Enem” . Confira abaixo.

    Como driblar o nervosismo e fazer uma boa prova?

    O autoconhecimento é a palavra-chave, mas ter consciência das emoções e nomeá-las ajudam a controlar o nervosismo. Ao sentir que está perdendo o controle das emoções, o candidato deve tentar nomear a sensação que está por trás do sentimento e buscar identificar o significado dela em sua vida. Com isso é possível entender as emoções, escolher o que fazer com elas, contê-las e geri-las para que não interfira no desempenho nas provas.

    Algo que também pode ajudar a controlar o nervosismo é reverter pensamentos negativos em positivos. Às vezes surgem pensamentos intrusivos que proporcionam insegurança e nervosismo antes e durante a prova. Nestes casos, o recomendado é trazer à memória pensamentos positivos que proporcionam a sensação de bem-estar e autoconfiança.

    Existe alguma técnica ou exercício que pode ajudar na hora?

    Por falar em ansiedade, fazer atividades físicas, de lazer, sair com os amigos, namorar – se tiver namorado/a, meditar e praticar exercícios de respiração também contribuem para manter a calma.

    Já no dia da prova é importante ter confiança no conhecimento adquirido até o momento. Respirar fundo, se concentrar para fazer a prova e acreditar em todo preparo que realizou até aquele momento.

    Evitar desgastes também é essencial. Para isso o candidato deve chegar com antecedência ao local de prova e levar somente materiais permitidos pelo edital do exame.

    Ao receber a prova, ler atentamente as questões e iniciar a resolução delas pelas mais fáceis e rápidas, para depois ir para as complexas. Se em algum momento travar, sentir algum bloqueio, marque no gabarito as questões resolvidas, tranquilamente. Assim você não perderá tempo e poderá retornar de onde parou.



    Fonte