quais os cuidados após o facelift?

0
35

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O facelift, ou cirurgia que permite um rejuvenescimento facial global, é uma das cirurgias que se realiza há mais anos. Nasceu da necessidade de reverter os sinais de envelhecimento facial e do pescoço e continua a ser bastante procurada.

A diferença para os dias de hoje é o auxílio de novas tecnologias e o avanço das técnicas que permitem, cada vez mais, uma cirurgia mais controlada que se repercute num pós-operatório mais curto e respectiva cicatrização.

 

Quem procura habitualmente o facelift são mulheres e homens a partir dos 45/50 anos já com a pele flácida e pregas em vários pontos do rosto. Muitas vezes resulta num excesso de pele nas pálpebras e perda de volume e definição dos traços e contornos faciais. Todos estes efeitos acabam por dar um visual envelhecido a qualquer face e os pacientes procuram precisamente mudar este aspecto.

 

É na consulta de avaliação que ouço os meus pacientes e conversamos no sentido de perceber o que os incomoda mais. Também o historial clínico e questões genéticas são conferidos para, no fim, delinear com o paciente qual o melhor método para avançarmos para o facelift.

 

VEJA TAMBÉM: RETIRE O PROTAGONISMO DA PAPADA NAS SUAS FOTOS

 

A cirurgia

A cirurgia do lifting facial tem uma duração aproximada de 4 a 6 horas, dependendo das zonas em que tenho de actuar, e recorro a anestesia geral. Apenas é necessário um dia de internamento e as cicatrizes são estrategicamente colocadas à volta da zona auricular para que se tornem imperceptíveis com o tempo.

 

Os pacientes têm um papel fundamental para o sucesso da cirurgia pois têm nas suas mãos o poder da recuperação. Dado que os resultados do facelift acompanham o envelhecimento do paciente, este deverá seguir todos os cuidados pós-operatórios sugeridos.

 

Quando submetidos a um facelift os pacientes necessitam de 1 a 2 semanas de recuperação. Neste período pode ocorrer algum desconforto mas não é expectável que haja dor. É nesta fase que é essencial recorrer às drenagens linfáticas manuais na face para ajudar o organismo a recuperar. Um outro ponto fulcral é o cuidado relativo à cicatriz pois este comportamento irá resultar numa cicatriz praticamente inexistente, contribuindo para o melhor resultado expectável.

 

Em relação ao retorno à vida laboral, dependendo de como o corpo reage e o seu tempo de recuperação, poderá regressar dentro de 10 a 15 dias. A actividade física, no entanto, aconselho a aguardar até 5 a 6 semanas para termos a certeza de que o organismo está preparado para o exercício, embora dependa sempre de caso para caso que deverá ser discutido nas consultas de pós-operatório.

 

Tratamentos de prevenção

No combate ao envelhecimento facial, existem tratamentos de prevenção que podem ser adoptados o quanto antes e inserem-se quase todos ao nível da medicina estética.

 

Estou a falar, por exemplo, da aplicação de pequenas quantidades de ácido hialurónico para recuperar o volume perdido ou a injecção de toxina botulínica em pontos específicos para atenuar os sinais de envelhecimento.

 

De todas as formas, o facelift é a solução mais eficaz em fases um pouco mais avançadas do processo natural de envelhecimento.

 

Se o facelift é algo em que tem pensado, sugiro a marcação de uma consulta de avaliação com um profissional de saúde devidamente certificado para que avalie a sua condição e os diversos aspectos envolventes para alcançar as suas expectativas e, claro, o melhor resultado.

 



Fonte