Quando o atendimento hospitalar não pode esperar o final da pandemia | SEGS

0
60

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O Dr. Iuri Tamasauskas, coordenador da cirurgia geral do Hospital Albert Sabin de SP, fala sobre os cuidados hospitalares a serem adotados para procedimentos urgentes em épocas de pandemia.

Devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, muitos pacientes têm deixado de procurar atendimento médico pelo receio, e até medo de se contaminar. Contudo, existem procedimentos inadiáveis e que demandam urgência.

As principais patologias de tratamento cirúrgico consideradas urgentes, ou seja, com potencial de mortalidade caso não sejam resolvidas em tempo hábil e que, portanto, não podem ser adiadas são apendicite aguda, colecistite aguda (infecção da vesícula biliar causada por pedra na vesícula), obstrução do intestino (seja por tumor, por “torção” do intestino ou por uma hérnia abdominal encarcerada) e infecções que cursem com abscesso que necessitem drenagem cirúrgica. Vítimas de trauma (acidentes e agressões) também se encontram nesse estado.

O Hospital Albert Sabin de São Paulo, junto com uma equipe de profissionais altamente capacitada, adotou diversas medidas para garantir maior segurança e minimizar os riscos de contaminação. Tais critérios vão desde o fluxo adequado para atendimento, internação e manejo, até o pós-cirúrgico e alta dos pacientes de urgência em cirurgia geral.

“No HAS, cada paciente é avaliado individualmente, focando em sua patologia para que o melhor fluxo seja definido. No contexto atual da pandemia, pacientes cirúrgicos são internados em setores do hospital distintos daqueles destinados aos pacientes diagnosticados com a COVID-19. Além disso, há todo o preparo de internação, cirúrgico e pós-operatório no que se refere às equipes médicas e de enfermagem, transporte do paciente no ambiente hospitalar, uso de EPIs e demais cuidados”, explica o Dr. Iuri Tamasauskas, coordenador da cirurgia geral do hospital.

Recomenda-se ainda que o paciente permaneça internado sem acompanhantes, de forma a diminuir os riscos de exposição e de novos casos de COVID-19. Para aqueles que permanecerão por maior tempo de internação, deve-se também limitar a quantidade de visitas. A exceção se dá aos idosos ou indivíduos com maior grau de dependência.

“Vale lembrar que além de os pacientes de urgência em cirurgia geral serem atendidos seguindo fluxo próprio no ambiente físico, diferente daquele destinado aos casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, as equipes médicas e de enfermagem também não são as mesmas designadas aos cuidados da COVID-19, fato esse que ajuda em muito a não propagação da doença”, finaliza o Dr. Tamauskas.

Para saber mais, assista o vídeo: https://youtu.be/HXNw5ofx0kg

Hospital se torna referência na zona oeste de São Paulo.

Com 40 anos de experiência, Hospital Albert Sabin passa por revitalização completa e se posiciona como principal polo de saúde da Lapa e região.

O Hospital Albert Sabin de SP foi totalmente reformulado, e conta agora com uma infraestrutura completa, com a maior comodidade possível, fator que ajuda amenizar as patologias, pois o bem-estar dos pacientes é fundamental para o sucesso de cada tratamento.

Com estrutura de última geração e corpo clínico altamente qualificado, em tempos de pandemia do novo coronavírus, tem entradas e instalações separadas para pacientes eletivos e, no pronto socorro, pessoas com suspeita de COVID-19 são separadas imediatamente na triagem, portanto, têm o fluxo diferente dos demais. Os profissionais do HAS atuam com protocolos de segurança e certificações internacionais para garantir processos seguros aos seus pacientes, acompanhantes e equipes.

Excelência de atendimento, Certificado Nacional de Qualidade, o HAS oferece também total segurança em seu Centro Cirúrgico, que dispõe de avançados recursos tecnológicos. Realiza exames laboratoriais de imagens e cardiológicos, conta com equipe de nutricionistas, atendimento 24 horas em diversas especialidades médicas, incluso suporte fisioterapêutico.

Entre os serviços de diagnose e terapia, o hospital – novamente com o que há de mais moderno em equipamentos e com extrema qualidade profissional – oferece Exames Laboratoriais, Anatomia Patológica, Broncoscopia, Colonoscopia, Doppler Transcraniano, Ecocardiograma, Ecodoppler, Eletrocardiograma, Endoscopia Digestiva Alta, Hemodinâmica, Prova de Função Pulmonar, Quimioterapia, Radiologia em Geral, Ressonância Magnética/Angiorressonância, Tomografia Computadorizada/Angiotomografia e Ultrassonografia.

Concluindo sua estrutura, o Hospital Albert Sabin ainda dispõe de amplo Pronto Atendimento clínico e ortopédico, Internações eletivas e de urgência, e cirurgias nas mais diversas especialidades. Tudo com a busca incessante da satisfação total de todos os usuários, sejam pacientes, médicos ou visitantes.

Serviço
Endereço
Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 123 – Lapa – São Paulo – SP

Convênios atendidos
ALLIANZ- APCEF/SP- AXA ASSISTANCE- BRADESCO- CABESP- CARE PLUS- CENTRAL NACIONAL UNIMED- CET- CRUZ AZUL- FUNDAÇÃO CESP- GAMA- GEAP- GOLDENCROSS- INTERMÉDICA- LIFE EMPRESARIAL- ASSISTÊNCIA- MEDISERVICE- NOTRE DAME- PLASAC- PORTO SEGURO- SANTAMÁLIA- SÃO CRISTOVÃO- SBC- SEPACO- SINDICATO DAS BORRACHAS- SOMPO- SUL AMÉRICA- UNIMED SEGUROS



Fonte