Reabilitação após cirurgia plástica: os benefícios da fisioterapia na pele operada

0
38

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O período de reabilitação após uma cirurgia plástica é o momento em que o cuidado é importante para que se tenha um bom resultado da intervenção cirúrgica. Nessa fase, é comum o surgimento de efeitos colaterais como dor, edemas, equimoses e outros desconfortos. Para amenizar estes efeitos, a fisioterapia é um dos artifícios mais indicados, podendo ser feito logo no pós-operatório.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), alguns tipos de fisioterapia podem minimizar os desconfortos e traumas nas áreas afetadas. De acordo com o cirurgião plástico Alfredo Lima, a fisioterapia é uma opção de grande eficácia no momento seguinte à cirurgia.

“O tratamento complementar auxilia também na redução do processo inflamatório, acelerando ainda mais a recuperação do paciente”, complementa Alfredo.

As opções de fisioterapia mais utilizadas no pós-operatório são: drenagem linfática manual, liberação tecidual funcional, taping, cinesioterapia, dentre outros. Cada opção pode atuar com mais eficácia para cada intervenção cirúrgica.

Conforme a fisioterapeuta Nathalia Marinho, em cirurgias que causam um trauma maior, como lipoaspiração, abdominoplastia e cirurgias reconstrutivas (oncológicas), os pacientes apresentam efeitos colaterais e a fisioterapia entra para otimizar os resultados.

“O pós-operatório bem conduzido diminui o tempo que o paciente precisa ficar em repouso e/ou com limitações de movimentos, assim como a dor e principalmente otimiza o resultado estético final da cirurgia plástica”, explica Nathalia.

>>Acompanhe a TV Cidade Fortaleza no YouTube<<<



Fonte