Santa Casa JF: técnicas inéditas para pacientes cardíacos

0
11

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
Santa Casa é o único hospital da região com serviço de cirurgia vascular e endovascular completo, funcionando todos os dias do ano, com unidade de hemodinâmica e equipamento com alta definição

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúdeVocacionado a cuidar, a Santa Casa JF segue dando qualidade de vida aos seus pacientes. Prova disso são alguns procedimentos inéditos realizados no último mês pela instituição. Dois deles aconteceram nos dias 17 e 19 de março, quando a Hemodinâmica do hospital fez intervenções em pacientes de 87 e 90 anos. Os dois estavam com complicações nas válvulas aórticas já implantadas. Para o tratamento, foi utilizado método “valve-in-valve”, que consiste na instalação de uma prótese cardíaca dentro de outra já existente. Conforme os especialistas, uma nova operação para substituição das biopróteses com disfunção possui considerável risco de mortalidade, sendo, em alguns casos, contraindicada.

Imagem do implante da endoâncora, vista pela radioscopia intraoperatória feita na Hemodinâmica da Santa Casa.

O tratamento, porém, é uma alternativa menos invasiva e com ótima resposta dos pacientes. É um procedimento indicado geralmente para pessoas de idade avançada que apresentam sintomas devido ao severo comprometimento da válvula aórtica, como esclarece o cardiointervencionista Leônidas Alvarenga Henriques.

O procedimento representa ainda menor risco de contaminação em tempos de Covid-19. Isso se explica devido ao menor tempo de internação nos pós-operatório, quando comparado a intervenções mais invasivas. “A partir dos sintomas é importante a correção do problema o mais rápido possível devido ao risco de vida e à perda de qualidade de vida do paciente. É uma corrida contra o tempo. Por isso, a equipe da Santa Casa JF vem se especializando nestas técnicas nos últimos anos. Contamos com o suporte de alguns médicos cardiologistas intervencionistas parceiros de São Paulo e Rio de Janeiro, e também com o cirurgião cardíaco Dr. Antônio Augusto Mota, que atua junto à experiente equipe de anestesia, além de usarmos recursos de imagem ultrassonográfico intraoperatório. Contamos ainda com a excelência do suporte médico e de enfermagem do Centro de Tratamento Intensivo cirúrgico, todos profissionais gabaritados na condução destes casos”, detalha Leônidas Alvarenga Henriques, médico com habilitação na técnica de implante por cateter de bioprótese aórtica.

Santa Casa JF: Sucesso nos tratamentos

A primeira paciente estava internada com insuficiência cardíaca devido à ruptura de um dos folhetos de sua válvula implantada em 2004. A cirurgia dela foi realizada em parceria com médicos de São Paulo. Do corpo clínico da Santa Casa JF, participaram os anestesistas Marcelo Salgado e Flávio Martins, o cirurgião cardíaco Antônio Augusto Motta e os cardiointervencionistas Fábio Sandoli de Britto e Alexandre Abzaid, do Incor e Hospital Sírio Libanês de São Paulo. A paciente recebeu alta 72 horas após o procedimento.

santa casa jf
Dr. Leônidas Alvarenga Henriques: as técnicas inovadoras são um importante avanço na medicina.

Já o segundo paciente apresentava episódios de síncope, devido à degeneração de válvula aórtica implantada cirurgicamente em 2009. A cirurgia foi feita pela equipe da Santa Casa JF – anestesistas Victor Conde e Flavio Martins, além de Dr. Leônidas e Dr. Antônio Augusto. O paciente teve alta em cinco dias. Para Leônidas, os procedimentos representaram à comunidade “um avanço da medicina e também a possibilidade de apresentar moderna e inovadora técnica terapêutica cardiológica, que permite o aumento de sobrevida dos pacientes. Isto significa atender o compromisso centenário desta instituição com a população em permitir assistência de qualidade independentemente de seu recurso financeiro.”

Técnica inédita e minimamente invasiva

A Santa Casa JF também realizou técnica inédita para tratar um aneurisma de aorta abdominal. Dessa vez, em um paciente de 79 anos. O que usualmente seria uma cirurgia complexa foi corrigido com um procedimento minimamente invasivo, através da colocação de uma endoâncora, que na prática funciona como um “parafuso” dentro da aorta para selar o aneurisma.

A técnica é acompanhada pela instituição desde que teve sua autorização no Brasil e passou a fazer parte do arsenal terapêutico da Santa Casa JF. “Mesmo não tendo aparecido um caso anterior, sabíamos que uma hora teríamos um paciente com a necessidade deste tipo de tratamento”, conta o cirurgião Henrique Salles, responsáveis pelo procedimento junto do colega Luiz Lanziotti.

santa casa jf
Dr. Henrique Salles, ao lado do Dr. Luiz Lanziotti: O grande diferencial da Santa Casa é sua missão institucional, a prestação de serviço de excelência a seus pacientes.

O paciente já havia tratado o problema há dois anos, mas necessitou de nova intervenção. “Optamos pelo uso de material e técnica nova, que permite a correção de aneurisma por via minimamente invasiva. É especialmente útil em pacientes de alto risco cardiovascular ou em aneurismas com anatomias muito desafiadoras.”

Salles reforça ainda que o grande diferencial da Santa Casa é a missão institucional, como um hospital que pensa na perpetuação de seu serviço para a comunidade. “A Santa Casa busca devolver aquilo que esperam dela, como a prestação de serviço de excelência a seus pacientes, sempre visando a melhora dos serviços prestados”, frisa o médico.

A Santa Casa é referência em cirurgias de aorta em Minas, equiparando-se à capital Belo Horizonte em proporção de população. O volume de procedimentos e a qualidade da equipe revelam a solidez e o sucesso do serviço hospitalar, com funcionamento muito bem orquestrado, o que garante o sucesso do setor.

dia da mulher“A Hemodinâmica da Santa Casa possui uma das infraestruturas mais completas e sofisticadas do país. O setor conta com equipamentos de última geração, que produzem a mais alta qualidade em imagem e riqueza em detalhes, permitindo tratamentos mais adequados com segurança, rapidez nos procedimentos e conforto para o paciente”
Dr. Renato Loures
Presidente da Santa Casa JF

Estrutura moderna que garante qualidade no serviço

A Hemodinâmica da Santa Casa JF, reinaugurada em outubro de 2013, proporciona aos pacientes do SUS e de outros convênios uma das infraestruturas mais completas e sofisticadas do país. O setor conta com equipamentos de última geração, que trazem rapidez e precisão, em 2D e 3D, imagens totalmente digitalizadas e de alta resolução, fundamentais tanto em procedimentos cardíacos quanto em vasculares. “Esses novos equipamentos produzem a mais alta qualidade em imagem e riqueza em detalhes, que permitem tratamentos mais adequados com segurança, rapidez nos procedimentos e conforto para o paciente”, assegura o médico e presidente da Santa Casa, Renato Loures.

A Santa Casa JF possui centro de terapia intensiva extremamente capacitado para os cuidados pós-operatórios para estes pacientes, que podem exigir muito conhecimento técnico e experiência. Além disso, é o único hospital da região com serviço de cirurgia vascular e endovascular completo, funcionando todos os dias do ano, com unidade de hemodinâmica e equipamento com alta definição. Tudo isso converge para a realização de casos de forma segura, com sucesso técnico e baixo índice de complicações clínicas.

Santa Casa realiza com sucesso o método “valve-in-valve”, que consiste na instalação de uma prótese cardíaca dentro de outra já existente.

Leia também: Simpósio discute subespecialidades da ortopedia em JF

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúdeAvenida Rio Branco, 3.353, Passos
Telefone: 3229-2222
www.santacasajf.org.br
Facebook: /SantaCasaJF
Instagram: @santacasajf



Fonte