semana de intensificação dobra número de cirurgias de vesícula na FHAJ

0
33

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Opera+: semana de intensificação dobra número de cirurgias de vesícula na FHAJ



FOTO: Rodrigo Santos/Secom

FOTO: Rodrigo Santos/Secom


Governo do Amazonas está intensificando procedimentos cirúrgicos nos hospitais da rede estadual

O projeto Opera+, do Governo do Amazonas, realizou 51 cirurgias eletivas de colecistectomia, procedimento para retirada de pedra na vesícula, durante a semana de  intensificação, de 25 a 29 de outubro, da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), na zona sul de Manaus. É o dobro da média desse procedimento que o hospital costuma realizar por semana.

Foram atendidos pacientes inseridos na regulação que, por conta da pandemia de Covid-19, tiveram adiadas suas cirurgias eletivas – aquelas com agendamento, sem urgência que signifique risco de morte ao paciente.

Com o cenário de redução dos casos de Covid-19, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) está acelerando as cirurgias eletivas por meio do Opera+, do programa Saúde Amazonas. O objetivo dessa intensificação é reduzir o tempo de espera dos pacientes regulados pela Central Unificada de Regulação e Agendamento de Consultas e Exames (Cura).

O secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad, explica que ações como essas vão além dos procedimentos de rotina da unidade. “É uma ação extra, um esforço da equipe médica, com apoio da secretaria, para acelerar e ampliar o alcance e ajudar a fila a andar mais rápido”.

De acordo com o diretor da FHAJ, Ayllon Menezes, a intensificação também significa um resgate da qualidade de vida dos pacientes de forma mais célere.

“É uma vitória do empenho do Governo do Amazonas, da Secretaria de Saúde, da Fundação Hospital Adriano Jorge, em resgatar a qualidade de vida desse paciente. Nós realizamos esse trabalho com muita disposição e ficamos muito felizes em poder contribuir assim com a recuperação da saúde da população do estado do Amazonas”, destacou o diretor Ayllon.

Além das 51 cirurgias de vesícula, o hospital realizou na semana 42 cirurgias ortopédicas; 9 cirurgias urológicas; 6 para troca de cateter duplo J; 6 cirurgias de cabeça e pescoço; 2 cirurgias bucomaxilofacial; 2 torácica; 2 de otorrinolaringologia; e 2 de proctologia.

Fisioterapia – A FHAJ também aumentou a quantidade de atendimento para fisioterapia, importante no processo de recuperação e que diminui o tempo de permanência na internação. Os procedimentos diários aumentaram de 100 para 150. Entre os procedimentos que a unidade oferece estão a radioatividade e piscina aquecida.

Na rotina, a FHAJ realiza cerca de 400 cirurgias por mês. De janeiro a setembro deste ano, a Fundação realizou 3.658 cirurgias nas especialidades de ortopedia, cirurgia geral, cabeça e pescoço, buco-maxilo, urologia, otorrinolaringologia, cirurgia plástica, cirurgia torácica, proctologia, odontologia, cirurgia vascular, dermatologia e os procedimentos de colonoscopia, endoscopia e de troca de cateter duplo J.








Fonte