Silicone pode causar câncer? Cirurgiã plástica esclarece dúvidas

0
35

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Será que colocar uma prótese de silicone pode causar câncer? Essa é uma dúvida recorrente entre as pessoas que pretendem realizar algum tipo de cirurgia plástica. De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), os procedimentos que visam o aumento dos seios correspondem à 15,8% de todas as operações estéticas.

No entanto, nota-se também um crescimento recente da procura por cirurgias de remoção de silicone – chamadas de explantes mamários.

De acordo com Tatiana Moura, médica graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), existem três motivos principais que aumentaram as buscas pelo explante mamário. São eles: mudança de padrões estéticos, síndrome autoimune e risco de desenvolver câncer.

Para a especialista, os riscos relacionados ao aparecimento de doença autoimune e tumores em pessoas que possuem prótese de silicone realmente existem. No entanto, além desses problemas serem raros, a maioria deles não tem ligação comprovada com o procedimento cirúrgico e, muitas vezes, está relacionada à outras condições pré-existentes. Motivos genéticos e estilo de vida também aparecem como causas potenciais.

Prótese de silicone pode causar câncer no sistema linfático

Os riscos de câncer estão relacionados ao aparecimento de um linfoma anaplásico de células gigantes. De acordo com Moura, o tumor é raro. “Uma em cada 500 mil mulheres com próteses o desenvolvem e os índices de cura são superiores a 90% só com o explante da prótese e da cápsula, sem necessidade de outra terapia”, conta.

Continue lendo no site Saúde em Dia, parceiro do Metrópoles. 

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia.



Fonte