Sua dieta saudvel pode no ser to saudvel assim – Bem Viver

0
167

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A regra parece simples. Se quer ter uma dieta saudvel, basta consumir comida de verdade. Mas nem todos conseguem, querem ou sabem diferenci-la. A mdica Maria Isabel Correia, cirurgi, especialista em nutrio, professora aposentada/convidada da Escola de Medicina da UFMG e mdica da equipe de nutrio da Rede Mater Dei, explica que comida de verdade aquela que indispensvel ao adequado funcionamento do organismo, desde o momento da concepo at a morte.

“O alimento essencial s funes vitais do organismo; afinal, sem alimento no h vida. E, veja, eu disse alimento e no nutriente. Qual seria ento a diferena? Alimentos so compostos de vrios nutrientes, que se completam. Por isso, dar nutrientes isoladamente, tipo alguns suplementos contendo nutrientes, no resulta na mesma eficcia, se quem os ingere no tem alimentao balanceada. As necessidades nutricionais variam com a idade.”

Maria Isabel Correia afirma que a alimentao bsica e saudvel simples. Ou seja, no h nenhum mistrio para conseguir alcan-la e no se demandam recursos financeiros altos. “O primeiro aspecto a variedade de alimentos de grupos diferentes. A alimentao balanceada tem que conter carboidratos (acares, os mais saudveis so os complexos, contidos em alimentos naturais como frutas, legumes e cereais); protenas (carnes, lcteos e cereais) e gorduras (mnima quantidade).”

A mdica ressalta, ainda, que a forma como os alimentos so preparados deve ser criteriosa. preciso dar preferncia, sempre que possvel, aos crus, de acordo com o tipo, claro. Se cozidos, em especial, no vapor, assim como assados e grelhados. 

”Frituras no devem fazer parte da rotina do preparo. Ou seja, devem ser exceo. Muitas pessoas dizem que comem pouco, mas quando se avalia, o preparo completamente inadequado, com adio de grande quantidade de gordura.”

Maria Isabel Correia, mdica-cirurgi, especialista em nutrio, professora da UFMG e mdica da equipe de nutrio da Rede Mater Dei

No entanto, Maria Isabel Correia alerta que proibir no faz parte da sua linha de conduta. “Veja o que ocorreu com Ado e Eva! A vida feita de prazeres tambm, o que no pode o prazer ser a rotina. Comer um alimento processado pode ser uma opo em dias especiais. Costumo dizer que sbado e domingo so dias internacionais da bobagem. Ou seja, permita-se o prazer. Isso, claro, se no resto da semana seguir as regras.”

MAGARINA SEM COLESTEROL  

Para Maria Isabel Correia, para quem come alimento natural, faz disso uma rotina, no tem por que se preocupar quando, eventualmente, comer o industrializado. Agora, “por que no fazer voc mesmo o molho de tomate, em vez de compr-lo pronto? Tudo perpassa pela rotina. Agora, importante no comprar gato por lebre. Exemplifico: margarina sem colesterol. Primeiro, para qu usar margarina? No h lugar para esse tipo de gordura. E claro que ela no tem colesterol, pois de origem vegetal. Mas a qualidade da gordura no boa”.

A mdica tambm avisa que, na poca da ditadura do corpo e da alimentao, bastou ser fit ou light para ser considerado saudvel. O que outro engodo. “Ser fit no significa que sem limite. Salada baixa caloria, por exemplo. Mas a a pessoa enche de molho base de azeite ou qualquer outro tipo, que, em geral, hiper ou supercalrico.” Do mesmo modo, enfatiza Maria Isabel Correia, que “produtos integrais, em geral, so mais saudveis, porque so alimentos menos processados. Mas preciso olhar o que contm. Novamente, perpassamos pelo processo industrial. Da a importncia de ler o rtulo. Contudo, a maioria das pessoas no tem conhecimento para interpretar”.

No fim, na busca por comer melhor e com mais qualidade, Maria Isabel Correia destaca que “a correria do dia a dia no pode ser desculpa para nada. Na minha realidade, consigo preparar uma boa refeio saudvel em meia hora. Tudo questo de prioridades e de gostos. E mais, a dieta no a nica coisa que deveria ser rotina saudvel, mas a prtica do exerccio fsico tambm obrigatria como componente de vida saudvel (pelo menos 150 minutos por semana). E no basta dizer que caminha muito, porque atividade fsica regular demanda aumento da frequncia cardaca, entre outros fatores”.

Um caminho prtico, indica a mdica, o Guia alimentar da populao brasileira, que deveria ser mais bem divulgado e seguido pela populao. “Muitos seguem blogueiros, influencers ou pessoas famosas que se metem a falar de nutrio, quando temos um livro superilustrativo e que contm informaes legais e teis, de forma gratuita. Alis, no captulo 1, o guia diz “alimentao mais do que ingesto de nutrientes”. Finalmente, se ainda h dvidas, procure um profissional gabaritado. Cuidado com os modismos.”

No prato

O equilbrio da alimentao saudvel, conforme Maria Isabel Correia, especialista em nutrio e mdica da equipe de nutrio da rede Mater Dei, requer:

1 – Frutas, legumes, verduras, cereais: fornecem vitaminas, minerais, fibras e carboidratos. Estes ltimos devem contemplar cerca de 60% a 65% da energia necessria ao organismo.

2 – Carnes, incluindo peixes e frangos, e produtos lcteos: fontes proteicas devem garantir de 15% a 20% das necessidades de energia. So essenciais para garantir a constituio muscular, to importante na nossa mobilizao e sustentao, alm de fornecer substratos para clulas de defesa do organismo. Ademais, os produtos lcteos fornecem clcio, que relevante para a sade dos ossos.

3 – Gorduras: so parte da alimentao saudvel, uma vez que so essenciais em distintas funes. Mas essas, em geral, esto nas carnes e na adio de leos. Melhor dar preferncia ao azeite de oliva.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda