Vagina: Tratamentos cirúrgicos mais comuns

0
26

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

São cada vez mais as mulheres que procuram a cirurgia plástica íntima. O crescimento das cirurgias íntimas tem sido exponencial, não só em Portugal, como no Mundo.

LABIOPLASTIA

Para reduzir ou redefinir os pequenos ou grandes lábios vaginais. Indicada em casos de flacidez, hipertrofia (volume excessivo) ou problemas de má-formação.

PERINEOPLASTIA

Cirurgia para reconstruir a musculatura da região, que pode ficar alterada após sucessivos partos naturais ou com a idade. Por vezes, a queda da bexiga causa incontinência urinária, além de interferir na vida sexual.

MINILIPOASPIRAÇÃO

Procedimento para eliminar o excesso de gordura na região púbica. Esta cirurgia é para aquelas mulheres que possuem o monte de Vénus protuberante a ponto de causar desconforto e constrangimento, sobretudo quando usam biquíni ou calças justas.

HIMENOPLASTIA

A reconstituição do hímen é um procedimento simples, em que o cirurgião usa um retalho extraído da mucosa vaginal da própria paciente.

LIPOFILLING VAGINAL

Com o tempo, o organismo tende a mudar. Os lábios vaginais perdem volume e tornam-se mais flácidos. Para contrariar essa tendência, pode ser injetada gordura da própria paciente ou um materiais absorvível como o ácido hialurónico para restaurar o volume dos lábios e rejuvenescer a anatomia púbica.

CLITOROPLASTIA

Essa cirurgia liberta o clitóris, removendo a pele em excesso. O clitóris fica mais exposto e permite à maioria das mulheres atingir o orgasmo com maior facilidade.

Leia ainda:

Branqueamento vaginal: o tratamento que rejuvenesce a zona íntima

 

Siga a Revista Maria no Instagram






Fonte