Zica Assis, do Beleza Natural, conta como superou preconceito e criou um império

0
13

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
Foto: Beleza Natural / Reprodução

Não é porque março (conhecido como o mês da mulher) acabou que as grandes histórias sobre a presença feminina em empresas devem deixar de ser contadas. Elas estão por aí —o tempo todo—, muitas vezes escondidas atrás de mesas de escritórios ou, agora, por conta da pandemia, atrás de seus computadores com seus filhos ou pets, ou os dois, esperando que alguém as ouça.  

Foi pensando nisso que o CNN Brasil Business pediu para quatro mulheres em diversos momentos de suas carreiras relatassem como chegaram onde chegaram e quais dicas dariam para outras pessoas que querem chegar ao mesmo lugar.

Já publicamos a história de Michele Robert, CEO da Gerdau Summit, de Cristina Junqueira, cofundadora e atual CEO do Nubank no Brasil, e Danielle Torres, sócia-diretora de Práticas Profissionais na KPMG. Nesta semana, é a vez de Zica Assis, fundadora do Beleza Natural.

Zica Assis foi babá e faxineira, até se tornar co-fundadora e sócia do Instituto Beleza Natural, maior rede brasileira especializada em cabelos crespos, cacheados e ondulados. Ela conta que sofreu muitos preconceitos por conta de seu cabelo black power, o que a levou a pesquisar fórmulas e, finalmente, fundar sua empresa. Confira abaixo seu relato.

Mistura de histórias

“A minha história se confunde com a história do Beleza Natural.

Nasci numa comunidade na zona Norte carioca e comecei a trabalhar aos 9 anos. Fui babá e faxineira, ajudei a cuidar dos meus irmãos. Nos anos 1970 e 1980, sofri muitos preconceitos por conta do meu cabelo black power, do qual eu muito me orgulhava.

Apesar de amar meus fios armados e crespos, fui obrigada a alisá-los para conseguir emprego. Mas não me conformei com essa ditadura do cabelo liso e passei 10 anos pesquisando em casa uma fórmula para tratar meus cabelos e preservar minhas origens. Em 1993, junto com meus sócios, fundei na Tijuca a primeira unidade do que se tornou depois a maior rede especializada em cabelos cacheados, crespos e ondulados do país.

Hoje são 34 unidades de negócio em operação, dentre institutos e quiosques nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, São Paulo e Minas Gerais, além de uma fábrica própria, a Cor Brasil. Por mês, passam pelos salões cerca de 100 mil clientes, e a equipe é formada por 2.000 colaboradores.

Nos institutos, são oferecidos mais de 20 tipos de serviços profissionais pensados e pesquisados para este tipo específico de fio, passando por hidratações, cortes, colorações e nutrições. Além dos mais de 60 itens em sua linha de produtos, com ativos naturais de alta performance e tecnologia de ponta.”

Arrependimentos acontecem

“A venda da companhia durante esses 27 anos foi concentrada em lojas próprias e deveríamos ter investido mais em plataforma digital.

Durante a pandemia, com o fechamento do comércio, aceleramos o investimento no e-commerce, incrementando de forma significativa nossas vendas de produtos no canal digital.”

As dicas de Zica

“O mais importante é correr atrás de seus sonhos e não desistir diante da primeira dificuldade. Para começar qualquer negócio, é importante entender bem e amar verdadeiramente o ramo no qual vai atuar ou pretende investir.

O trabalho só é bem feito quando se gosta do que se faz. É imprescindível estudar e buscar novos conhecimentos, pesquisar bastante o mercado em que vai atuar. Este é o meu conselho para qualquer pessoa: tenha muita determinação, força de vontade e procure aprender um ofício e se dedicar a este aprendizado.

É importante também cercar-se de profissionais que te ajudem e tenham conhecimento em diversas áreas. Ninguém faz nada sozinho. Portanto, junte-se a pessoas competentes e do bem. E procure, por meio do seu trabalho, ajudar pessoas a sua volta.

Esta é uma excelente forma de gerar emprego e ajudar o Brasil a crescer mais. Não perca o foco do que é realmente o seu objetivo. Ou seja: fique de olho no todo, mas sempre com o foco em seu negócio.”



Fonte